domingo, 15 de abril de 2012

ENDOMETRIOSE SINTOMAS, TEM CURA?


Links Patrocinados:


Endometriose para quem não sabe, é uma doença caracterizada pela presença de tecido endometrial, o qual reveste o útero internamente, fora da cavidade uterina. A causa exata da doença ainda é desconhecida, mas foram levantadas várias teorias, a mais conhecida é a teoria da menstruação retrógrada, proposta por John Albertson Sampson em 1927.

ENDOMETRIOSE SINTOMAS-TEM CURA?

Segundo essa teoria células do tecido endometrial passariam através das trompas de Falópio durante a menstruação para a cavidade peritoneal abdominal, onde se implantariam, apesar dessa teoria ser bem aceita através de suas evidências ela não consegue explicar todos os casos de endometriose, pois esta ocorre somente em cerca de 10% das mulheres.


Outras teorias que foram estudadas sugerem alterações no sistema imunológico ou mesmo herança genética. O fato é que essa doença causa muito desconforto à mulher, entre eles dismenorréia severa (dor pélvica cíclica que ocorre antes e durante a menstruação, dor durante ou logo após o ato sexual, dor pélvica crônica, infertilidade, sintomas urinários com micções dolorosas, dor nas costas e desconforto abdominal.


O diagnóstico da doença é dado através de uma laparoscopia, um procedimento cirúrgico ambulatorial, onde uma câmara é inserida na cavidade abdominal através do umbigo, assim possibilitando que se identifique lesões e determine a extensão da doença.
Infelizmente não há cura para a endometriose, mas há tratamento para diminuir a dor e os sintomas da doença, o tratamento vai depender da paciente e também do médico, pois eles devem resolver juntos qual o melhor caminho a seguir. Um dos tratamentos mais utilizados é o cirúrgico que pode ser feito com laparotomia ou laparoscopia, destruindo os implantes de endometriose através da coagulação a laser, vaporização de alta freqüência ou bisturi elétrico. 

ENDOMETRIOSE SINTOMAS-TEM CURA?

Esse método é mais utilizado por mulheres que desejam engravidar e necessitam de resultados rápidos. Já para mulheres que não pretendem engravidar há formas mais brandas através de anti-concepcionais orais, injetáveis, implantes sub-dérmicos ou intra-uterinos, entre outros tratamentos.
 Através dos tratamentos, as mulheres verão uma grande diferença, pois as dores e os sintomas são aliviados, o tamanho dos implantes diminuem, pode reverter ou limitar a progressão da doença, preservar ou restaurar a fertilidade e evitar o adiar a recorrência da doença.
Por isso que antes de recorrer a um destes tratamentos você deve conversar muito com seu médico, estudar seu caso e juntos decidirem a melhor opção para você. E o mais importante é que durante o tratamento deve haver um planejamento das ações terapêuticas em comum acordo com o planejamento de gravidez do casal.

Related Posts with Thumbnails
Leia Também: :


0 comentários:

Postar um comentário

 

FIKDICA 2015- Cursos, Concursos, Empregos Copyright © 2010 LKart Theme is Designed by FikDica 2011